Pesquisadora do Ribombo defende tese de doutorado sobre o projeto Sala Verde



Nesta última segunda-feira, 30/09, Cibele Vasconcelos Dziekaniak, integrante do GEP Ribombo, defendeu Tese de Doutorado intitulada Projeto Sala Verde como instrumento de política pública para a democratização e o acesso à informação socioambiental: limites e perspectivas junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental. A banca de arguição, presidida pelo orientador, Prof. Dr. José Vicente de Freitas, contou com a participação do Prof. Dr. Heitor Queiroz de Medeiros, do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Católica Dom Bosco (PPGE/UCDB); Prof. Dr. Vitor Hugo Borba Manzke, do Programa de Pós-Graduação em Ciências e Tecnologias na Educação (PPGCITED) –IFSul/CAVG; Prof. Dr. Cláudio Renato Moraes da Silva, do Programa de Pós-Graduação em História, ICHI/FURG; e do Prof. Dr. Humberto Calloni, do PPGEA/FURG.
Como o próprio trabalho aponta a partir de um minucioso levantamento nos repositórios de dissertações e teses, trata-se de uma das poucas pesquisas dedicada a analisar uma das estratégias de políticas públicas de educação ambiental no Brasil concebida ao longo das últimas duas décadas. A tese foi aprovada por unanimidade e, considerando sua originalidade abordagem, foi indicada para publicação. Em mais alguns dias, a versão final revisada estará disponível para toda a comunidade acadêmica interessada no tema.

Resumo:
A pesquisa investiga a configuração de atuação do Projeto Sala Verde (PSV), caracterizando suas diferentes fases como instrumento de Política Pública para a promoção da democratização e do acesso à informação socioambiental. Objetiva compreender seus limites, desafios e potencialidades, a fim de fundamentar uma proposta teórico-metodológica de gestão da informação socioambiental como uma possibilidade para o fortalecimento de sua atuação. Identifica a carência de instrumentos de gestão informacional como apoio às Salas Verdes e, sendo assim, o estudo apresenta uma proposta de gestão da informação socioambiental para o PSV, por meio de Repositórios Digitais (RDs), como estratégia para a potencialização e fortalecimento da atuação das Salas Verdes como instrumentos de Política Pública para a democratização e acesso à informação socioambiental. Tal proposta se fundamenta nas áreas da Ciência da Informação, da Biblioteconomia, da Tecnologia da Informação e da Educação Ambiental, tendo como finalidade, operar em rede junto às Salas Verdes e permitir o acesso rápido, atualizado e organizado às informações socioambientais, tanto as internas, produzidas e cadastradas pelas próprias Salas e pelo PSV, por meio de um repositório institucional, como as externas, por meio de um repositório temático.

Os procedimentos metodológicos utilizados foram: - quanto aos objetivos: pesquisa descritiva e explicativa; - quanto à abordagem: qualitativa; - quanto aos procedimentos técnicos: pesquisa bibliográfica, pesquisa documental e o estudo de campo; - quanto aos instrumentos de coleta de dados: entrevista semiestruturada e não estruturada, observação participante natural, anotações de campo de natureza reflexiva, análise de documentos internos e o questionário; - população da pesquisa: equipe de gestão do Projeto Sala Verde e Salas Verdes. Portanto, conclui que uma proposta de gestão da informação socioambiental para o PSV, aliada à tecnologia da informação, pode caracterizar-se como um efetivo suporte informacional para as Salas Verdes na sistematização, difusão, democratização e direito de acesso à informação socioambiental.