#PodcastRibombo debate sobre Monumentos e História Pública


Outro episódio motivado por acontecimentos recentes nesse nosso mundo louco. Após o assassinato de George Floyd, seguiu-se uma depredação e destruição de monumentos construídos em homenagem a figuras ligadas à escravidão e, pessoalmente, não tiro nem um pouco a razão dos envolvidos nessa reparação histórica.

E para discutir esse assunto trouxemos mais uma vez a Olivia Nery, que trabalha na área de memória e patrimônio e discute a ideia de uma História Pública. Também contamos com a presença do Juarez Fuão, que é professor nos cursos de História da Furg e tem formação no estudo do nascimento e morte dos monumentos no Brasil e no Uruguai. Não deixando de citar o professor Felipe Nóbrega, que é quem comanda o episódio da semana.

Portanto, venha conferir a posição dos especialistas em monumentos históricos acerca dos recentes acontecimentos ao redor do mundo e, sem querer incentivá-los a nenhuma prática ilegal que seria a destruição de monumentos de assassinos - coisa que farei em meu blog pessoal -, pois sabemos que existem em grande quantidade aqui no Brasil, dou-lhes o exemplo da minha cidade lá no estado de São Paulo, basta uma rápida busca do Google sobre o centro histórico de Santana de Parnaíba, como também seu hino que vocês entenderão, instigo-vos a encararem essas representações de maneira crítica, levando em conta as personagens históricas e não somente a estética da pedra em que foram talhadas, como é o caso de uma estátua, por exemplo.

Ouçam e compartilhem pelos links:



Google Podcasts:


E também na página da Furghttps://salapodcast.furg.br/podcast/ribombo

OBS: criei um blog para falar algumas coisas legais, por enquanto só tem uma postagem, mas daqui a pouco aparecem mais coisas lá. Caso queiram conhecer, cliquem aqui.

Participantes: Felipe Nóbrega, Juarez Fuão e Olivia Nery
Coordenação do projeto: José Vicente de Freitas e Felipe Nóbrega
Direção e edição: Alisson Lucena




Graduando em História (FURG).
Tema de pesquisa: A potencialidade da Educomunicação no Rap Paulista.